Todos os hábitos que podem estar sabotando o seu treino para emagrecer e a sua busca pelo corpo dos sonhos.

Em uma sociedade frenética como a que vivemos hoje é difícil encontrar tempo para malhar e ainda cuidar da alimentação durante o dia.

Vídeo Grátis: Aprenda passo a passo o que fazer e comer para perder peso! Clique aqui para assistir!

Pois é ainda mais complicado se manter motivada quando você se entrega a uma boa rotina de cuidados e mesmo assim os exercícios e a dieta parecem não estarem trazendo nenhum resultado e muito menos o  treino para emagrecer.

O seu tempo é valioso e, para cada sacrifício que faz ou para cada precioso momento que usa para estar ali durante a atividade, você gostaria de se assegurar que terá o melhor retorno possível para todo esse investimento e todo esse tempo que você se dedica no  treino para emagrecer.

Então o seu corpo não está tão fino ou tonificado como você gostaria, pode ser que algo esteja errado na sua rotina de treinamento, às vezes as coisas que parecem detalhes podem ser as que estão sabotando todo o esforço mesmo das pessoas mais experientes.

Embora todo tipo de exercício físico tenha seus benefícios, alguns planos de treinamento são simplesmente melhores que outros porque consideram todos os fatores que têm papel fundamental na perda de peso ou no ganho de massa muscular.

Algumas dessas coisas você provavelmente já sabe ou são erros mais óbvios, por isso mais facilmente evitáveis.

Por exemplo, comer escondido ou pular o aquecimento pode fazer com que o seu corpo entre em fadiga mais cedo, o que faz com que você nunca alcance todo seu potencial durante a atividade.

Além do mais, inclinar os aparelhos de treino aeróbico pode até fazer com que você resista mais tempo, mas reduz drasticamente a dificuldade para os membros inferiores, assim como diminui o gasto calórico. Mas e quanto aos erros menos óbvios que você pode estar cometendo?

Neste artigo, alguns hábitos mais sutis – ainda assim não menos prejudiciais – que podem estar fazendo você tropeçar no seu projeto fitness mesmo sem ter percebido ainda e começar corretamente o seu treino para emagrecer.

1. Confiar somente no cardio

Os fatos : no passado, eu também já fui uma vítima dos exercícios que são escolhidos a dedo para queimar o maior número de calorias possível no famoso treino para emagrecer;

Sim, as atividades cardiovasculares são as que mais queimam calorias.

E, sim, correr por horas e horas vai fazer com que você perca peso.

No entanto, eu não recomendo que você faça somente esse tipo de treino para emagrecer ou modelar. Por quê?

Porque queimar calorias e suar não são os únicos fatores que influenciam o seu peso e a sua silhueta.

Manter o mesmo treino aeróbico pode acabar sabotando os seus resultados tanto quanto forçar demais o próprio corpo.

Para realmente alavancar a sua rotina fitness, você precisa se aventurar fora da sua zona de conforto algumas vezes durante a semana, a um ponto que você fique, de alguma forma, baqueada e ainda consiga sentir as palpitações do coração.

O conserto: existe uma diferença bem clara entre uma pessoa apenas magra e uma pessoa saudável e em forma.

É muito importante estimular a musculatura e se dedicar a exercícios de força para afinar e tonificar o corpo.

Outro grande problema do cardio é que o seu corpo se adapta a ele muito rapidamente.

É uma questão de semanas para que uma corrida antes muito desafiadora seja então completada sem você derramar uma gota de suor.

Em vez de gastar horas no elíptico, tente intercalar o treino aeróbico com levantamento de peso. Outra maneira é substituir todo aquele tempo gasto com uma atividade aeróbica de intensidade moderada por um treino intervalado de alta intensidade por até duas vezes na semana.

Por exemplo: depois de aquecer por 10 minutos na esteira, aumente a velocidade ou incline o aparelho entre 30 segundos e 1 minuto, depois se recupere com um intervalo entre 1 e 3 minutos em um exercício de intensidade leve a moderada.

Continue alternando por 10–20 minutos e então vá diminuindo o ritmo até parar. Você pode aumentar os períodos de alta intensidade para até 5 minutos caso perceba uma sobra de energia com os intervalos curtos. treino para emagrecer

2. Levantar o peso errado

O fato: principalmente nós, mulheres, acabamos subestimando a própria capacidade e força para levantamento de peso, mergulhando numa zona de conforto durante a musculação e no  treino para emagrecer.

Se os seus pesos estiverem muito leves, você não verá melhoras de força, tonificação ou da densidade dos ossos.

Por outro lado, se você é daquelas que pode estar levantando muito peso (além da sua capacidade), pode estar comprometendo os resultados da musculação por não executar o exercício corretamente, além de aumentar o risco de lesões.

O conserto: no seu próximo treino para emagrecer ou modelar o corpo, procure pesos levemente maiores do que os que você já usa.

Se você conseguir fechar a primeira série com facilidade, então continue aumentando até que o exercício se torne algo realmente desafiador.

Um dos treinos mais eficientes para ganhar força são os de 4-6 repetições por série; para um ganho de força moderado, faça de 8–12 repetições por série, escolhendo cargas pesadas o suficiente para que ofereçam resistência e você tenha dificuldade nos últimos movimentos, mas não tão pesadas a ponto de você desmontar no meio do exercício.

Se você terminar a série e sentir que ainda teria forças para realizar uma ou mais repetições, então aumente a carga em 5% ou 10%.

Após aumentar consideravelmente a carga da musculação, você achar melhor baixar o número de repetições da série, o que não há problemas desde que os músculos alvejados estejam fatigados no fim.

A única coisa pior que subestimar sua própria força é acreditar que a musculação deixará seu corpo inchado ou masculinizado.

Você nunca – e eu digo JAMAIS – parecerá uma fisiculturista a menos que esse realmente seja o seu objetivo. Mas garanto que após algumas sessões de agachamentos com mais peso farão toda a diferença no seu bumbum.

3. Casar com o seu treino

Os fatos: se você está presa na mesma rotina há muito tempo, fazendo os mesmos treinos todos os dias, seus músculos acabam simplesmente se adaptando; é assim que você acaba presa em um patamar e não vê mais nenhum resultado, porque cada exercício estimula somente um limitado número de fibras musculares.

No entanto, se você desafia seus músculos em uma variedade de ângulos, acrescentando ou variando movimentos periodicamente, você acaba ativando um número significativamente maior de fibras musculares durante a ação e desenvolve mais tônus e força.

O conserto: para cada grupo muscular, aprenda 2 ou 3 exercícios adicionais, tentando novos ângulos e testando outros equipamentos.

Por exemplo, se você normalmente usa pesos livres e o banco reto para o supino, tente inclinar um pouco o aparelho ou então procure fazer um dos treinos no aparelho.

Expanda seu repertório o suficiente de maneira que você consiga mudar completamente sua rotina a cada 6 ou 8 semanas.

4. Fazer o treino para emagrecer com pressa

Os fatos: se você faz suas repetições de forma muito acelerada no treino de musculação, você está usando o impulso em vez de aproveitar a potência muscular.

Você não vai alcançar o mesmo estímulo para ganho de massa magra e também não vai queimar tantas calorias quanto poderia.

Além do mais, você estará mais suscetível a lesões de treino, tais como torções musculares ou de tecido conjuntivo.

O conserto: o ideal é levar 6 segundos para completar cada repetição: 2 segundos para levantar o peso e então 4 segundos para descê-lo.

Já que a gravidade age a seu favor para descer o peso, você precisa diminuir a velocidade ainda mais nessa fase para estimular bem a musculatura.

Esse é um dos maiores segredos para aproveitar ao máximo o treino muscular. treino para emagrecer5. Fazer muito esforço e nenhum descanso

Os fatos: se você não repousa o suficiente entre um treino cardiovascular de alta intensidade e uma série de musculação, para de progredir e pode até acabar perdendo um pouco do condicionamento que já ganhou.

Também é mais provável que você se sinta esgotada e não alcance todo o seu potencial durante o exercício.

O conserto: para manter seus músculos intactos e a sua motivação lá em cima, alterne séries de exercícios cardiovasculares breves e de alta intensidade (por exemplo, por 20 minutos) com séries mais leves e longas (entre 40–60 minutos).

Não vá com tudo nos treinos de explosão mais do que duas vezes na semana. Tenha em mente que quanto maior a intensidade do seu treino, mais o seu corpo precisa se recuperar.

É uma boa ideia também se dedicar a séries difíceis e reservar um dia de folga na semana.

Para as séries de musculação, tire pelo menos um dia de folga entre as sessões que trabalham o mesmo grupo muscular.

6. Trabalhar tudo ao mesmo tempo

Os fatos: com o passar dos anos, um coisa que eu notei é como há pessoas que fazem treinos para emagrecer ou modelar o corpo totalmente confusos. Coxas, bíceps, abdômen, ombros e nádegas?

Ao focar em muitos grupos musculares de partes diferentes do corpo, você pode estar sabotando os resultados dos seus exercícios.

O conserto: em vez de fazer tudo ao mesmo tempo, tente focar em um ou dois grupos musculares por sessão.

Outra questão é que, se você está levando mesmo a sério o seu projeto, tente manter a intensidade das atividades e evite distrações. A academia pode facilmente se tornar um momento social se você não estiver focada no treino para emagrecer ou modelar o corpo.

Não é preciso ser completamente muda, antissocial – muito menos rude, mas tente mexer mais o corpo do que os lábios durante os exercícios – isso é importante mesmo para garantir uma boa respiração e movimentação durante as séries.

7. Não confiar no que está fazendo

Eu já disse antes em tantos outros artigos e vou dizer de novo: confiança é a coisa mais importante que você pode carregar consigo – e isso inclui também o ambiente da academia.

Não importa se você é uma treinadora experiente ou uma novata, desde que sinta que pertença àquele lugar e está ali porque quer. Na verdade, nada mais importa!

Mantenha o foco e a confiança no que está fazendo, que os benefícios psicológicos da atividade física são tão bons quanto os físicos, mas é preciso se permitir para senti-los.

Lembre-se: você está malhando para ganhar mais saúde e, quem sabe, também se sentir melhor sobre o próprio corpo.

Ser forte e independente dentro e fora da academia é um exercício diário e exige determinação e disciplina, mesmo que você precise dizer para si mesma isso todos os dias.

Independente do quão distante você esteja do corpo dos sonhos, o mais importante é que você continue com os projetos que a deixam feliz e correndo atrás do que deseja para a sua vida.

Vídeo Grátis: Aprenda passo a passo o que fazer e comer para perder peso! Clique aqui para assistir!

Gostou do artigo? então compartilhe!

Shares

Artigos relacionandos

Deixe seu comentário

Receba mais dicas como essa antes que todo mundo!

Digite seu melhor e-mail abaixo e clique no botão, simples assim!

Parabéns! Agora você receberá as nossas dicas em primeira-mão!

Receba mais dicas como essa antes que todo mundo!

Digite seu melhor e-mail abaixo e clique no botão, simples assim!

Parabéns! Agora você receberá as nossas dicas em primeira-mão!