Desde crianças sabemos que devemos raspar o prato de não deixar nadinha e este conselho vem sendo seguido de geração para geração. Mas como saber se estamos satisfeitos ou estamos exagerando?

O problema que enfrentamos nos dias atuais é em relação a qualidade dos alimentos, pois podemos perceber que eles estão ficando cada vez mais pobre nutricionalmente e se seguirmos estes conselhos iremos acabar ficando acima do peso e sem saúde.

Então como vamos saber qual a quantidade necessária de comida para cada pessoa para que ela se sinta satisfeito? É muito fácil e simples. O tamanho do seu pulso ou a palma da sua mão é a porção perfeita para você. Um bom exemplo seria uma porção pequena de peito de frango que caiba na palma de sua mãe e uma maçã média. Qualquer coisa a mais deve ser guardada para a sua próxima refeição ou lanche.

Outra coisa que precisamos falar quando o assunto é satisfação alimentar é que podemos deixar os vegetais crus fora desta regra. Você pode comer a quantidade que quiser de vegetais crus e saladas. Esse tipo de alimento é muito nutritivo e pouco calórico, por isso eles são a comida mais perfeita para uma boa alimentação.

Dicas para saber se estamos satisfeitos

Para te ajudar a saber qual a quantidade de alimentos perfeita para você ficar satisfeita quando o assunto é se alimentar bem, vou listar algumas dicas para você saber controlar o tamanho das porções para ficar satisfeita o dia todo e não ficar com fome.
saber se estamos satisfeitos
1 – Entenda a diferença entre estar satisfeito e satisfazer a fome
O ideal é nunca comer mais quando já estiver satisfeito. Isso é a garantia de acumular gordura nos locais que mais tememos, que são: quadris, glúteos e barriga.

Lembre-se que o nosso corpo não foi feito para admitir tantos excessos de calorias.Quando vamos além da sensação de satisfação da comida, pois o nosso corpo não foi feito para admitir tantos excessos de calorias.

Quando você vai além desta sensação de satisfação, seu corpo pode acabar entendendo que você já atingiu a capacidade máxima e é hora de guardar o alimento para armazená-lo como gordura, aí já viu né??

2 – Coma sempre com um prato pequeno
Pesquisas realizadas por profissionais estudiosos desta área mostram que já fomos psicologicamente reprogramados para comer toda a comida que colocamos no prato, então o melhor a fazer é optar por um prato pequeno.

Isso irá satisfazer as suas necessidades fisiológicas e psicológicas. Você já parou para pensar que nos restaurantes à quilo normalmente os pratos são enormes? Isso é para deixá-la com vontade de colocar muita comida.

3 – Nunca aumente sua refeição por causa do valor
Se você for obrigada a comer um fast food, porque está correndo e não vai ter outra opção, lembre-se que eles são pobres de nutrientes e você não precisa comer aqueles combos maiores que custa apenas alguns poucos reais a mais para dobrar a sua quantidade para ficar satisfeita. Coma só o necessário para satisfazer a sua fome.
saber se estamos satisfeitos
4 – Não coma assistindo televisão
Quem tem o hábito de comer na frente da TV ou do computador acaba comendo bem mais do que precisa sem ao menos perceber isso. Sabe porquê? Simplesmente porque não presta atenção no que está sendo colocado na boca.

Quando a sua mente está focada em outra coisa, como um programa de televisão ou em uma conta de e-mail, não consegue pensar na comida que você está ingerindo. Por isso dedique o momento de comer somente para a comida, tenho certeza que você vai comer melhor.

5 – Procure não errar nas proporções de comida
Sabe porque você tem vontade de comer porções maiores ou desejos extras? É porque você está comendo as proporções erradas de comida.

Você precisa ajustar sua proporção de proteína, gordura e carboidratos diária. A alta ingestão de carboidratos, principalmente aqueles simples que tem um alto índice glicêmico, gera rapidamente um desejo maior por mais carboidratos, que no final das contas serão armazenados na forma de gordura.

6 – Não pule o café da manhã
Pode até parecer uma boa maneira de não ganhar calorias quando não tomamos um bom café da manhã, mas quando chegar o horário da sua próxima refeição você estará com tanta fome que irá devorar tudo que ver pela frente.

Se você nunca tem tempo para preparar um café da manhã legal e saudável, tente apostar em receitas simples, como smoothies, ovos mexidos ou barrinhas de cereais. O importante é comer alguma coisa e não deixar essa importante refeição passar em branco.
saber se estamos satisfeitos
7 – Faça seis pequenas refeições por dia
Essa é a regra de ouro e utilizada em qualquer dieta de reeducação alimentar ou de refeição saudável. Se você fizer seis refeições por dia, você não ficará com fome e estará dando um impulso para o seu metabolismo trabalhar mais.

Daí você já sabe a regra não é mesmo? Quanto mais acelerado o metabolismo, mas você queima gordura. Para saber mais sobre metabolismo, basta ler este artigo.

8 – Use recipientes menores
Use a mesma regra dos pratos. Sempre que fizer algum lanche para você, procure usar alguma tijelinha pequena ao invés de comer direto da embalagem. E se for levar um lanchinho para comer na escola ou no trabalho, utilize a mesma técnica.

9 – Em dupla é mais fácil
Tudo fica melhor e mais fácil se você tem um parceiro que também se preocupa com a quantidade e qualidade da sua alimentação. Se o seu amado não é assim, uma boa dica é comer ingredientes similares, mas tentar fazer coisas diferentes.

É preciso entender que homens e mulheres têm necessidades diferentes. Se o jantar for mexicano, por exemplo, quem tem os hábitos saudáveis pode optar por tacos com abacate e salada e deixar os burritos de lado. Assim, você não precisa ser uma parceira de jantar chata, que reclama da comida.

10 – Comece sempre pela salada
Sempre que você fazer a refeição maior, almoço ou janta, coloque a salada primeiro antes do prato principal. A salada vai te ajudar a ficar satisfeita antes.

11 – Fome x sede
Muitas pessoas acabam confundindo as sensações de sede e fome. Se você comeu a quantidade necessária para aquela refeição e ainda está sentindo fome, anote esta dica muito importante.

Não é fácil distinguir quando estamos com fome ou com sede, então tente tomar água e esperar de 20 a 30 minutos para ter certeza que ainda precisa comer mais alguma coisa. Geralmente esta vontadizinha é só gula mesmo, por isso tome muita água.
saber se estamos satisfeitos
12 – Depois da Academia
Depois de fazer aquele treino pesado, não precisa usá-lo como desculpa para satisfazer todos os seus desejos alimentares. A menos que esteja na hora de fazer uma das refeições diárias, nada de lanchinhos extras depois da academia. A média de calorias indicadas para o pós-treino é de 150.

13 – Coma para viver e não viva para comer
Você precisa manter uma alimentação consciente, saber que não precisa comer tudo que vê pela frente. Seja cuidadosa com o que está colocando em seu corpo, como para a sua saúde e não para satisfazer seus desejos. Atualmente é muito mais fácil e barato preparar comidas com muitas calorias.

Elas possuem pouco valor nutritivo e são armazenadas instantaneamente como gordura. Se alimentar assim não irá satisfazer seu corpo, porque será uma comida vazia, sem nutrientes que seu corpo precisa e você acaba por desejar cada vez mais comida.

14 – Sentimento de culpa
Tem muitas pessoas que acham que o sentimento de culpa que sente depois de cometer um pecado gastronômico por ajudar a ser alguém mais saudável. Saiba que elas estão muito enganadas. Pesquisadores descobriram que mulheres que receberam sentiram esse peso na consciência depois da refeição exagerada, não foram tranquilizadas com relação a esse excesso.

15 – Cuidado com as emoções
Se você tem a mania de se autopremiar com alimentos, você não é a única no mundo. Comer algo gostoso quando emocionalmente não estamos nos sentindo bem é a maneira mais rápida de aliviar, mas isso não passa de uma injustiça que você está fazendo com seu próprio corpo.

Uma boa dica é, a próxima vez que estiver diante de uma situação como esta, pergunte para você mesmo: estou com fome mesmo? Será que isso vai valer à pena? Isso parece algo meio bobo e simples, mas estas duas perguntas podem fazer uma grande diferença quando estamos tentando mudar nossos hábitos alimentares.

Com certeza saber quando estamos satisfeitas não é uma tarefa fácil, mas com algum treino e seguindo estas dicas você via conseguir trabalhar melhor dentro dos cardápios saudáveis. Nunca esqueça que quantidade nada tem a ver com qualidade.

Existem alimentos que podem ser consumidos em maiores quantidades para te satisfazer e existem outros que nem devem ser comidos. Tudo é um exercício e tenho certeza que você conseguirá levar uma vida saudável comendo para viver e não, vivendo para comer.

Bom, vou ali fazer um lanchinho e já volto

Gostou do artigo? então compartilhe!

Shares

Artigos relacionandos

Deixe seu comentário

Receba mais dicas como essa antes que todo mundo!

Digite seu melhor e-mail abaixo e clique no botão, simples assim!

Parabéns! Agora você receberá as nossas dicas em primeira-mão!