Relacionamento aberto, será que é uma boa ideia?

Vocês se amam, querem ficar juntos para sempre, adoram viver grudados, mas a fidelidade é algo que assombra a relação.

Depois de uma noite maravilhosa, seu namorado pergunta, inocentemente, se você não tem vontade de ficar com outras pessoas.

Na hora você fica horrorizada, achando que ele está louco para terminar e arrumar outra pessoa, mas com o tempo você analisa o questionamento e começa a levar em consideração a possibilidade de vocês terem um relacionamento aberto.

Relacionamento aberto

Você já ouviu falar sobre relacionamento aberto além da opção de status no facebook?

Relacionamento aberto é um tipo de relacionamento onde duas pessoas estão envolvidas, mas estão “abertas” a possíveis envolvimento físico com outras pessoas.

Nesse tipo de relação não há exclusividade, e em comum acordo, podem se relacionar com outras pessoas sem que isso seja considerado traição.

Para muitos casais, um relacionamento aberto é uma filosofia de vida, um sinônimo de “amor livre”, o que significa que as pessoas assumem o seu relacionamento, mas se encontram com pessoas interessantes sempre que tiverem vontade.

O nome relacionamento aberto pode até dar um medinho, mas ele não é tão misterioso e incomum como você imagina.

Se entregar aos relacionamentos é mais importante do que se apegar a rótulos e status de rede social.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, um relacionamento aberto requer regras e normas bem estabelecidas e discutidas entre o casal.

Alguns combinados como definir que o seu parceiro só pode ficar com outra pessoa quando não estiverem juntos, ou somente quando estiverem juntos, e também, podem combinar que ninguém pode se envolver com amigos um do outro.

Ou outras tantas que devem ser discutidas.

Claro que existem aqueles que são a favor e aqueles que são contra esse tipo de relacionamento.

Os contras enxergam o estilo como um ato de promiscuidade, sem respeito e regra e acreditam que quem ama de verdade não conseguiria ficar com outra pessoa.

Os que pensam a favor, enxergam o relacionamento como sincero, regrado e com compromisso.

relacionamento aberto

Existem três tipos de relacionamento aberto.

  • Aquele em que cada membro do casal pode ficar com outras pessoas.A maioria gosta de relatar suas experiências com o parceiro, mas isso depende da combinação de cada casal.
  • O poliamor – nesse, os casais são autorizados a ter vários romances paralelos, claro, com o consentimento.Todos os membros dessa relação devem estar à par da situação e sempre são informados quando um novo membro passa a fazer parte do grupo.
  • Swing – que é a troca de casais só para relações sexuais. Nesse caso, o sexo é permitido desde que você leve seu parceiro na mesma hora e no mesmo local.

Existe uma grande dúvida entre os casais que estão começando a pensar na ideia. Será que está na hora de abrir nosso relacionamento?

Muitos casais começam a pensar na ideia de um relacionamento aberto quando surge uma crise no relacionamento, como forma de reerguer e aumentar o desejo entre eles.

Mas como saber se vocês estão prontos para isso??

O diálogo é fundamental.

Conversar sobre o assunto e tomar uma decisão juntos será o primeiro passo para poder estabelecer as regras. Vocês precisam estar com a ideia madura e ter os mesmos objetivos para se chegar a um consenso sobre regras e limites.

Confira algumas dicas para iniciar um relacionamento aberto:

relacionamento aberto
1 – Colocar tudo na mesa

Como já falamos, o primeiro passo é conversar.

O papo não deve ser iniciado depois de uma briga, ou quando vocês estiverem sem muito tempo.

Esse assunto deve ser claro, honesto e de cabeça fria.

Explicar seus motivos de querer uma relação diferente e ouvir os motivos dele é essencial.

Se os dois concordarem, o segundo passo já pode ser dado, se não, falar de outras formas de melhorar seu relacionamento é importante, ou até mesmo, amadurecer a ideia da poligamia entre vocês.

2 – Defina as regras

Depois de decidirem que a poligamia será uma boa ideia para o relacionamento de vocês é hora de decidir as regras, pois elas variam muito de casal para casal.

Fazer uma lista e anotar todos os pontos é importante.

Lembre-se o quanto é importante manter-se comprometido com o relacionamento.

Entre as mais comuns estão:

* sempre usar preservativo para proteger também seu parceiro.

* ter relação com amigos em comum pode constranger alguma parte e até terminar uma amizade de anos.

* os encontros casuais não devem atrapalhar ou interferir no tempo que você e seu namorado tem para ficarem juntos.

* sexo só é permitido quando um dos parceiros está fora da cidade ou quando estiverem juntos, depende de vocês.

* nunca ficar com seu parceiro casual em sua casa, ou no quarto de vocês.

Essas regras não devem ser seguidas à risca, elas servem apenas para dar um norte para vocês iniciarem a de vocês.

Cada relacionamento é único e é importante descobrir o que funciona melhor para vocês.

A lista também deve ser flexível e modificada sempre que for necessário.

3 – Crie limites

Se você sente a necessidade de contar ao seu namorado todos os detalhes das suas aventuras extraconjugais, mas ele não gosta muito de ouvir, respeite-o e guarde para você alguns segredinhos e vice-versa.

Vocês precisam discutir limites para que os dois sintam-se confortáveis com a situação.

Talvez você tenha vontade de saber quem e quando seu namorado ficou com outra pessoa, e, se ele não se importa em falar e você saber lidar com isso, não tem problema nenhum em você perguntar.

4 – Dê um passo de cada vez

Comece devagar.

Considere a possibilidade de avaliar a primieira tentativa de ficar com outra pessoa se ela foi positiva ou não.

Se você se sentiu bem e está pronta para seguir em frente, seu segundo encontro será feito com  mais confiança.

Mas se alguma coisa deu errado, indentificar a raiz do problema e resolver as coisas angtes de seguir em frente é essencial.relacionamento aberto
5 – Não se engane

Seja sincera sempre com seu namorado, não esconda nada, nem mesmo quando quebrar alguma regra.

Lembre-se que seu relacionamento só irá funcionar se tiver confiança entre você e seu namorado, se ela se quebrar será bem difícil de retomar.

6 – Não force a barra

Se o relacionamento aberto não está funcionando para um de vocês, ele não está funcionando para os dois.

Isso pode significar ajuste de regras ou acabar com esse tipo de relação de uma vez por todas.

Relacionamentos abertos não funcionam se houver apenas uma pessoa feliz.

Vocês podem chegar em uma fase que se relacionar com outras pessoas não trazem mais satisfação, ou perceberem que é o namoro que não traz a mesma felicidade de antes. Não forçar as coisas é a melhor receita para o sucesso.

Lembre-se que o modelo de relacionamento aberto funciona, mas não funciona para qualquer um.

Você não pode aceitar essa relação só porque está na moda, ou porque foi pressionada por seu namorado ou quer dar uma de moderna e de liberal.

Os relacionamentos abertos que dão certo, são aqueles em que as duas pessoas querem e acreditam que isso fará bem para a relação deles.

Criadas as regras é importante vocês terem em mente as vantagens e desvantagens de um relacionamento aberto.relacionamento abertoVantagens:

1 – Você poderá se envolver com outra pessoa sem culpa

Quando você encontra aquele gato na balada, você não precisa resistir, pode ficar e ainda não pensar que cometeu algum erro e nem que traiu o seu namorado.

2 – Aumento da confiança entre o casal
Essa é uma questão importante para que o relacionamento seja longo e duradouro.

É preciso estar ciente que as relações extras não serão motivo para uma separação e que elas serão apenas físicas e não sentimentais.

Ao adotar o “amor livre”, o casal está reforçando os laços de confiança de uma forma bem diferente, pois confiam tanto no companheiro a ponto de deixá-lo se envolver com outras pessoas, sem medo que isso afete o namoro.

3 – Não confundir liberdade com libertinagem

Não é porque existe a permissão de ficar com outra pessoa que você vai sair pegando todo mundo, muito menos que você seja egoísta ao ponto de ficar com quiser e seu parceiro não, o contrário também serve, tá?

4 – Desenvolvimento da maturidade

O casal que opta por ter uma relação aberta se vê livre das briguinhas bobas ocasionadas pelos ciúmes excessivos, que nesse caso deixa de existir.

Em um relacionamento aberto é preciso ter um alto nível de maturidade de ambas as partes, pois os dois lados não podem dar ou provocar motivos de desconfiança.

5 – O relacionamento não corre o risco de cair na rotina

Esse é um dos grandes motivos que levam um casal a pensar em um relacionamento aberto.

O fato do namoro ter esfriado ou ter caído na rotina, algo bem comum depois de muito tempo juntos, faz com que o casal comece a pensar formas de mudar esse quadro.

Nos relacionamentos abertos isso não acontece, pois vocês não passaram todo o tempo livre juntos, e irão se envolver com outras pessoas e outras experiências. É uma forma interessante de descobrir novas técnicas sexuais para colocar em prática com seu namorado.

relacionamento abertoDesvantagens

1 – Sentimentos intensos
Nem sempre é possível controlar o que sentimos.

Em uma relação que não era para rolar sentimentos, isso pode acabar acontecendo, por ambas as partes.

E se você se apaixonar pela outra pessoa?

Talvez você possa sentir, ou transmitir, um pouco de ciúmes da relação do seu namorado com outra pessoa e isso pode se transformar em algo desgastante.

2 – Saúde

Pensando na saúde individual e na do casal, as pessoas que tem mais de um parceiro estão sujeitas a vários tipos de doenças sexualmente transmissíveis, então cuidem-se.

3 – Não estar presente

Será preciso aceitar que algumas vezes seu parceiro não estará com você e sim com outra pessoa.

Quando isso acontecer ao contrário, procure dar atenção que ele e seu namoro necessita, isso ajudará na união cada vez mais forte de vocês.

4 – Ser o centro das fofocas

Claro que esse tipo de coisa não é assunto para conversar com sua mãe ou com qualquer pessoa.

A discrição é primordial.

Mas se alguém ficar sabendo como é o relacionamento que você tem com seu namorado, certamente irá comentar com outra pessoa e isso pode virar uma grande fofoca.

Mesmo que você não ligue para esse tipo de coisa, piadas maldosas e comentários julgadores acabarão lhe afetando de alguma maneira.

5 – Insegurança com si mesmo

Uma grande preocupação dos casais que vivem esse estilo de vida é a insegurança.

Como pode duas pessoas estarem juntas se elas também querem estar com outras pessoas?

Será que eu não sou suficiente para ele?

Será que eu não sou tão boa para satisfazer suas fantasias e desejos?

São perguntas que irão surgir eventualmente.

Enfim, você deve estar em um relacionamento que te faça bem.

Não opte por um relacionamento aberto se não conseguir ser verdadeiro e honesto com seu parceiro.

Nenhum tipo de relacionamento irá funcionar se as duas partes não forem sinceras.

Converse, converse e converse com seu namorado.

Experimente, experimente e experimente e nunca crie preconceitos e pré-conceitos antes de saber do que realmente você está falando.

Bom, vou ali conversar com meu namorado sobre a nossa relação e já volto!

Gostou do artigo? então compartilhe!

Shares

Artigos relacionandos

Deixe seu comentário

Receba mais dicas como essa antes que todo mundo!

Digite seu melhor e-mail abaixo e clique no botão, simples assim!

Parabéns! Agora você receberá as nossas dicas em primeira-mão!