Por mais bem resolvida que a gente seja, muitas vezes bate aquela insegurança, não é mesmo? Aquela dúvida se a gente escolheu a profissão certa, se estamos fazendo a melhor dieta, e, até mesmo, a insegurança no relacionamento. Nunca estamos 100% seguras das nossas escolhas e isso pode ser muito ruim para nós e para as pessoas que convivemos.

Como já falei, a insegurança está em todos os lugares. Em relacionamento é normal sentirmos um medinho, medo de acabar o que está tão legal, de ser abandonada, trocada ou não ser correspondida o quanto gostaria que fossemos. Mas esse medo, que muitas vezes é controlado, pode levar a uma insegurança ruim se perdermos o controle.

As pessoas inseguras geralmente possuem um complexo de inferioridade muito alto, onde acham que não são boas o suficiente para realizar determinada tarefa, ou até mesmo, para ser amada, aceita e reconhecida.

Dentro de um relacionamento, a insegurança vem acompanhada de medos que não existem, histórias fantasiosas, ciúmes descontrolados, carência e muitas outras coisas que podem atrapalhar a relação e deixá-la doentia.

A insegurança no relacionamento geralmente aparece por meio de acusações sem fundamento algum, além de reclamações como falta de carinho e atenção e infidelidade. Estas são as formas que as pessoas inseguras costumam manifestar sua inferioridade.

Está comprovado cientificamente que os sentimentos, pensamentos e emoções dos pais são transferidos para o filho durante a gravidez, o que pode ser a explicação de muitos medos e inseguranças manifestados na fase adulta. As sensações de segurança e insegurança fazem parte do psicológico das pessoas e estão ligados às vivências boas e ruins que a criança tem durante o seu desenvolvimento.

Por isso podemos garantir que a os estímulos recebidos dos pais e do ambiente que elas vivem, também contribuem para a construção deste sentimento na fase adulta. Por exemplo, se quando você era criança você sofria muitas críticas e cobranças, provavelmente quando chegar a fase adulta terá muito medo de ser criticado e de cometer erros.

Insegurança no relacionamento

insegurança no relacionamento
Mas como saber se eu sou uma mulher insegura? Como ter certeza que a insegurança no relacionamento está atrapalhando a minha vida e a dele?

• Você liga o tempo todo?
Tudo bem que uma ligação no meio da tarde sem nada para dizer, só para ver como ele está. Mas todos os dias não dá, não é mesmo?

É claro que precisamos manter contato e mostrar o quanto nos preocupamos com o nosso gato, mas não adianta querer dar uma de detetive em tudo o que ele fizer, pois mulheres inseguras costumam desconfiar de tudo e por isso acham que eles estejam fazendo algo de errado. Mesmo que você chame isso de proteção, lembre-se que isso pode trazer sérios problemas para o seu relacionamento.

Se você é assim, tente mudar esses hábitos. Uma boa dica é criar uma meta diária e ir diminuindo conforme você vai atingindo-a, como por exemplo, se você liga para o seu namorado de hora em hora, comece a ligar a cada 3 horas e depois a cada 4, até que essas ligações cheguem em uma frequência de duas vezes por dia, o que é mais do que essencial, não é mesmo?

• Você pergunta o tempo todo?
Você é daquelas que fica perguntando o tempo todo: onde você estava? Com quem você estava? Que horas chegou e muitos outros questionamentos que só demonstram desconfiança e insegurança no seu relacionamento? Ninguém gosta de viver assim, sempre pressionado.

O que vai acabar acontecendo é que seu namorado vai se encher disso e aquele relacionamento que era lindo no começo, vai acabar com essa falta de confiança e conflitos constantes.

• Você meche nas coisas dele o tempo todo?
Mulheres inseguras precisa se sentir no controle de tudo o tempo todo, assim ele precisa se certificar que não existe nenhum vestígio e acaba mexendo em todas as coisas do seu namorado, como carteira, celular, mochila, bolsos e até cheira as roupas dele para ter certeza que ele não esteve com nenhuma mulher.

Independentemente de qualquer coisa, as pessoas precisam de privacidade, sem contar que é muito feio fazer isso, você não acha?

Se você faz isso, está na hora de avaliar as suas ações e conversar com ele para descobrir quem é o problema da relação, antes que tudo acabe por água abaixo.

• Você pergunta se ele te ama o tempo todo?
Não há problema em perguntar isso de vez enquanto para fazer um charminho, mas perguntar o tempo todo é muito chato e pode deixar seu namorado muito chateado. Ele não precisa ficar dizendo que te ama a cada cinco minutos, você consegue perceber no jeito de ele agir e nas suas ações. Lembre-se que dizer que ama é somente uma das inúmeras demonstrações de amor que recebemos ao longo da vida.

• Você fica agarrada nele o tempo todo?
Não há mal nenhum em querer ficar perto e demostrar o carinho que você tem pelo seu parceiro. Mas ficar agarrada no pescoço dele o tempo todo, ou ficar sempre perto só para mostrar para os outros que ele é “seu”, acaba se tornando ridículo. Você pode ser carinhosa, andar de mãos dadas e dar uns beijinhos de vez enquanto, mas não para os outros e sim para vocês, para o relacionamento de vocês.

• Você fica fazendo comparação o tempo todo?
Se ele está com você é porque ele gosta do seu jeito, você não precisa ficar se comprando com ninguém para chamar a atenção do gato, principalmente com a ex namorada dele. Você é única e suas diferenças é que deve ter chamado a atenção dele, por isso você não precisa usar as mesmas roupas, ter as mesmas atitudes ou querer ser como as mulheres como quem ele já tenha se envolvido, seja você mesma e tenho certeza que ele vai te querer cada vez mais.

Dicas para vencer a insegurança no relacionamento

insegurança no relacionamento
Depois de fazer esta leitura você conseguiu perceber que é uma mulher insegura e entendeu que a insegurança no relacionamento só faz com que ele acabe? Não precisa se sentir mal por isso, o mais importante é reconhecer e querer melhorar, mudar seu jeito de ser e trabalhar sua autoestima.

Não coloque a sua felicidade nas mãos de ninguém, faça você mesmo aquilo que vai te deixar melhor e mais feliz. Preste atenção nestas dicas que te ajudarão a vencer a insegurança no relacionamento e viver de uma forma bem mais positiva.

1 – Questione-se
Uma boa forma de vencer a insegurança é avaliar bem cada momento que você se sente insegura. Veja se existe realmente uma justificativa real para que você se sinta assim e o que de pior poderia acontecer se isso realmente fosse um motivo. Assim você vai perceber que muitos medos fazem parte da sua fantasia e que ainda existe alguns que são bem menores do que você possa imaginar.

2 – Aumente sua autoestima
Tente observar como você está se vendo, qual a sua capacidade de reconhecer suas competências, suas fraquezas e a sua capacidade de amar você mesma. Quando você se sentir capaz de aceitar a si mesmo e aumentar a sua autoestima, aos poucos vai se sentindo mais segura.

Se você quiser ler um pouco mais sobre autoestima e descobrir como levantá-la e se sentir melhor, leia este artigo.

3 – Pense de forma positiva
Pare de pensar somente naquilo que está errado. Para se sentir mais segura você precisa ter consciência das suas qualidades e de tudo o que você faz de melhor. Uma boa dica é fazer uma lista de tudo o que você gosta em você e de tudo o que você acha que faz super bem, desde a amizade até a inteligência e nunca mais esquecer. Sempre que você for fazer uma autocrítica, lembre-se de uma qualidade positiva e de tão especial e boa você é.

4 – Nunca esqueça das suas vitórias
Faça uma outra lista com todos os sucessos da sua vida e suas realizações de que tanto você se orgulha e ama lembrar. Quando você sentir que não tem capacidade ou se acha inferior para realizar alguma coisa, vá até a sua listinha para poder lembrar de como você consegue realizar coisas maravilhosas e quão especial você é.

Tenho certeza que você vai encarar o seu desafio muito mais fortalecida e segura da vitória. E se por acaso não conseguir, você saberá que em algum momento da sua vida você já conseguiu e terá forças de sobra para tentar mais uma vez.

5 – Autoconhecimento
Se conhecer, desde sua história de vida até suas forças e fraquezas vai permitir que você tenha uma visão clara de como você funciona e de como você reage em cada momento da sua vida.

O autoconhecimento e a autoimagem é que levam você a tomar as melhores decisões, pois você sabe realmente quem você é. Para saber mais sobre autoimagem e como torná-la cada vez mais positiva, clique aqui.

Bom, vou ali fazer a minha listinha e já volto.

 

Gostou do artigo? então compartilhe!

Shares

Artigos relacionandos

Deixe seu comentário

Receba mais dicas como essa antes que todo mundo!

Digite seu melhor e-mail abaixo e clique no botão, simples assim!

Parabéns! Agora você receberá as nossas dicas em primeira-mão!